Ocorreu um erro neste gadget

re=player_embedded

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

quando mim beijas


Desenho no ar os teus traços
Me mudo para Passárgada,
E nem sou amigo do rei
Quando me beijas a boca,
O verde vira azul
Vou do norte para o sul
E me entrego sem peso e sem medida
Sou mendigo sem guarida
Sou poeta...
Sou cantiga...

Sou poeta...
Sou cantiga...algo diferente acontece ......Quando me beijas a boca
Falta-me o chão sob os pés
coração dispara num galope
E o mundo gira sem cessar...
Quando me beijas a boca,
Falta-me o ar para respirar
Surge o sol em noite estrelada
E mil sinos começam a tocar...
Quando me beijas a boca
Brilha a lua, ouço jazz
Meu corpo se aninha nos teus braços

Um comentário:

  1. "Um momento de paciência pode evitar um grande desastre; um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida." (Provérbio chinês)
    "O verdadeiro significado das coisas é encontrado ao se dizer as mesmas coisas com outras palavras." (Charles Chaplin)

    ResponderExcluir